A Última Música - Nicholas Sparks






– Boa noite, querida – gritou. – Eu te amo.
Houve um momento, só um momento, em que contraiu os músculos ao ouvir o que ele tinha dito; mas essa sensação de arrependimento foi embora assim que chegou. Era como se ele nem tivesse percebido que estava brava. Ela o ouviu tocar piano de novo, continuando exatamente de onde tinha parado.




PERFEITO! Essa é a definição para A Última Música.

Nicholas Sparks mais uma vez surpreende e emociona numa história sobre amor, família e fé: a base da vida.

Em A Última Música conhecemos Ronnie, a filha rebelde e talentosa, que não se conforma com a separação de seus pais e culpa seu pai, Steve, pelo “fim” da família. Unidos pela música, mas separados pelas escolhas da vida, Ronnie se vê obrigada a passar o verão inteiro com seu pai, e nesse período passa a questionar o rumo de sua vida: a falta que sente de seu pai, o qual evita há 3 anos; os conflitos e problemas de sua rebeldia; o amor a música e a família; e o tão inesperado novo amor. E é no amor por Will que Ronnie resolve mudar quem ela é, trazendo a tona seu verdadeiro “eu”.

Uma história linda, envolvente e muito emocionante, onde se descobre o verdadeiro valor da família e da fé. Repleto de romance em todas as suas formas e lições de vida, A Última Música te leva a refletir sobre quem realmente somos e quais os nossos propósitos, o poder de nossas ações e a conseqüência de nossos atos, o dom de amar e de perdoar. Ou seja, um livro imprescindível para aqueles que pensam que com fé, amor e família se tem tudo!

Sparks não decepciona e nos apresenta personagens muito bem construídos e de personalidade marcante. A rebelde e ao mesmo tempo sensível Ronnie, o paciente e amoroso Steve,  o doce e puro Jonah, o determinado e apaixonado Will, o inconseqüente Marcus e a insegura Blaze, todos muito bem caracterizados por fatores tão normais e corriqueiros, que proporcionam ao leitor alguma identificação com a história.

Outro ponto positivo do livro foram os capítulos sob o ponto de vista de cada personagem, no caso, Ronnie, Steve, Will e Marcus, o que permitiu compreender a história de forma mais ampla, descobrindo realmente o que cada personagem sentia.

Imaginava que após Querido John seria impossível me surpreender com outra história de Nicholas Sparks, mas A Última Música conseguiu superar todas as minhas expectativas e me emocionar muito mais. Identificação com as passagens do livro, com personagens e a avaliação de si mesmo, foram alguns dos fatos que me prenderam ao livro e me levaram as lágrimas nas últimas 100 páginas. Choro incessante, coração na mão e muitas lições aprendidas. A Última Música foi uma leitura maravilhosa e ganhou seu espaço nos meus favoritos (vontade de ler novamente!), sem contar que Nicholas Sparks é um gênio da escrita e tem minha total admiração.

Então, deixe também essa música te tocar!



Título Original: The Last Song
Título Nacional: A Última Música
Autor: Nicholas Sparks
Ano de Lançamento: 2010
Número de páginas: 400 páginas
Editora: Novo Conceito
Sinopse: Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virar de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciam e seu pai decide ir para a praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor os filhos passarem as férias de verão com o pai na Carolina do Norte.

Minha avaliação: 
«««««




Dica: o livro foi adaptado para o cinema, sob o mesmo nome (A Última Música) e lançado esse ano. Ótima pedida para quem (como eu) necessita de mais um pouco dessa linda história de amor. Eu vi (assim que acabei de ler o livro a fim de aliviar minha deprê) e vale muito a pena, mesmo com muitas modificações na história. Fica a dica ;)







ps: momento deprê pós-livro embalado por The Only Exception, versão gLee!

9 comentários:

'Dani disse... [Responder comentário]

Baaah!!!

vc ama fazer isso comigo neh?!!
eu já tava a fim de ler... aí vem vc com uma resenha dessas pra me dexa com mais vontade... --'

ashuashuashusahuashusahuah
perfeita a resenha, jah disse neh?!

Vou lê-lo assim q conseguir comprar...
E o filme só depois q ler...

aushuashuhas

=*
amo tú!

Ká Guimaraes disse... [Responder comentário]

Este livro é fantatisco, posso dizer que sou apaixonada pelo Will ele é fofo, não é?
auhsuahuahs
bjkassssss amiga amei a resenha ei, parabensssssss

Maria Eduarda Wimmer disse... [Responder comentário]

Nossa pela resenha deve ser MUITO bom mesmo!!
Voce e ma comigo aushuahs
To louca para ler,faz promo !!

Renata G. de Souza disse... [Responder comentário]

Amei a resenha =D
Quero muito ler esse livro! O filme foi bem triste =/
Adoro músicas de Glee ;D
Bjus

Ana Elisa disse... [Responder comentário]

Oi Rê. Faz séculos que eu não passo aqui, né? Desculpe a minha ausência.
Sobre esse livro, acho que não existe uma pessoa sequer que não tenha gostado. Eu ainda não li, mas não por falta de vontade. Tenho certeza que vou amar (e chorar) também.
Amei teu resenha!

Thais Priscilla disse... [Responder comentário]

Eu ainda não li [aa] vou enlouquecer! E preciso ver o filme também.. enfim, eu quero mt ler porque sei que vou amar.. Adorei a resenha e parabéns pelo blog *-*

Augusto Moitas disse... [Responder comentário]

ADOREEEEEEEEEEEEEI a resenha Rê, muito boa. Eu vi esse filme e agora quero ler o livro. Eu sei que para um garoto é estranho, mas eu chorei MUITO no filme. ;/

Dady disse... [Responder comentário]

Confesso que eu choreiiiiiiiiiiiiiii litrus vendo lendo o livro, coisa mais linda, Nicholas Sparks tem o dom de fazer meu coração si debulhar em lagrimas *-*

atooron os livro dele.

Otima resenha Reeeee

Nanda disse... [Responder comentário]

Ei Rê,

Ótima resenha, até hoje não li nenhum livro do autor estou super atrasada nos romances rs

bjooo

Postar um comentário

 
Guria que lê © 2010 | Desenvolvido por Chica Blogger | Voltar para o topo