Os Pinguins do Sr. Popper – Richard e Florence Atwater

 

 

 

 

“...às vezes pensava que teria sido bom se pudesse ter visto um pouco do mundo antes de conhecer a Sra. Popper e sossegar. Ele nunca caçara tigres na Índia, nem escalara os picos do Himalaia, nem mergulhara nos mares do Sul em busca de pérolas. E o mais importante de tudo: nunca estivera nos polos.”

Os Pinguins do Sr. Popper, página 11

 

 

 

Para Sr. Popper os polos Sul e Norte eram seu maior sonho. Desbravando todas as informações a que tinha acesso, Sr. Popper aproximou a distância que o afastava da sua paixão com o auxilio de um presente barulhento e gelado: um pinguim. Nesta reconhecida história, conheça os encantos de capitão Cook e os pinguins do Sr. Popper.

 

Sr. Popper seguia sua rotina simples em Água Mansa: pintava casas durante o dia e dedicava suas noites as maravilhas da Antártica. Com a proximidade do inverno, e com ele, o fim da temporada de trabalho, Sr. Popper passará seus dias em casa, admirando o globo terrestre, lendo sobre os polos, importunando uma organizada Sra. Popper e brincando com seus dois filhos, Bill e Janie.

 

O que o Sr. Popper não esperava era o intrigante recado que Almirante Drake lhe mandou: um presente da Antártica estava prestes a chegar para ele. Em um belo dia, uma imensa caixa – resfriada – lhe foi entregue e com um cok!, Sr. Popper foi apresentado a um pinguim: Capitão Cook.

 

A chegada de Capitão muda totalmente a rotina da família Popper, habituada a passar o inverno com necessidade e a base de latas de feijão. Com uma imensa dedicação ao homenzinho educado e ereto, Sr. Popper abriga o pinguim em sua geladeira e, aos poucos, toda a sua vida ao novo membro da família. Mas Capitão Cook não é um pinguim qualquer e a vida solitária não lhe agradou e assim, Greta vem lhe fazer companhia. Logo, a família aumenta e com ela as responsabilidades para manter todos bem frente às dificuldades financeiras, então, porque não aproveitar e treinar os pinguins artisticamente? E eis que surge ‘Os Pinguins Performáticos do Sr. Popper’.

 

Quando a vida lhe proporciona muitas surpresas, as dificuldades são a força necessária para realizar os mais belos sonhos. E o Sr. Popper tem a chance de concretizar os seus nesta bela e divertida história.

 

 

Os Pinguins do Sr. Popper é uma divertida história voltada ao público infantil, então, engana-se quem espera uma narrativa mais indicada para jovens e adultos. Apesar da escrita extremamente infantil, o livro é aconselhado para todas as idades, por ser uma história fascinante e uma leitura simples e de fácil interpretação.

 

Idealizado por Richard Atwater, que padeceu de uma grave doença, Os Pinguins do Sr. Popper tiveram sua história finalizada pela esposa de Richard,Florence Atwater e foi consagrado com uma das melhores histórias infantis, ganhando prêmios na época de sua publicação, em meados de 1930.

 

O livro entona a busca pelos sonhos, de uma vida melhor e de um homem que procura por aquilo que deseja. A narrativa sobre a vida sofrida do Sr. Popper em meio a depressão americana e as dificuldades em conseguir passar o inverno com apenas algumas latas de feijão é tão sutil, que recria magicamente uma época sofrida. Com o toque dos pinguins, a mágica está mais do que garantida, ainda com a adição de divertidas passagens envolvendo esses pequenos homenzinhos!

 

Por ser curto e com uma rica diagramação, repleta de ilustrações, Os Pinguins do Sr. Popper é sinônimo de leitura rápida, bem humorada e com um jeito lindo de conto de fadas. Leitura imperdível, em especial para aqueles momentos em que a magia dos sonhos deve tomar conta de si.

 

71058_216169690840_6480306_q

 

A história literária foi adaptada, neste ano, ao cinema com o nome “Os Pinguins do Papai” e estrelado por Jim Carrey. Você pode conferir o trailer abaixo:

 

 

 

 

Título Original: Mr. Popper’s Penguins

Título Nacional: Os Pinguins do Sr. Popper

Autores: Richard Atwater e Florence Atwater

Ano de Lançamento: 2011

Número de Páginas: 144 páginas

Editora: Intrínseca

Onde Comprar: FnacSaraivaSubmarino

Sinopse: O Sr. Popper, pintor de paredes, tem um sonho: ser um intrépido explorador na Antártica e viver entre seus animais favoritos, os pinguins, ao lado de seu grande herói, o almirante Drake. Ele fica completamente admirado quando o almirante responde a uma de suas cartas e lhe envia uma encomenda com... um pinguim! Um pinguim de verdade! Logo o bichinho ganha uma companheira, e antes que se dê conta o Sr. Popper tem um rinque de patinação no gelo em seu porão e uma dúzia de lindos pinguins vivendo em sua casa. Quase sem dinheiro para alimentar a família e com uma dívida cada vez maior por conta de compras e mais compras de peixe fresco e camarões, o que o criativo Sr. Popper poderia fazer? Treinar seus pinguins e colocar o pé na estrada com um belo espetáculo, é claro! Uma história inesquecível que se tornou o clássico mais querido de várias gerações de leitores, convidando-os a imaginar, sonhar e acreditar que, sim, tudo é possível.

Avaliação: «««

8 comentários:

samara disse... [Responder comentário]

kkkkkkkkkkkkkkk esse nome e tao bobo
livro tem cara de ser bem chatim e sem graça
eu particulamente n gostei !!

Simone Santiago ( Luka ) disse... [Responder comentário]

RÊ, esse livro é muito fofo. Eu amei a leitura :-) Leitura ideal para pais e filhos.

Bjss

Ana Death Duarte (personaldeath) disse... [Responder comentário]

Aiiiiiii, esse livro parece ser tããããããããããããããããão fofucho! Adoro livros infantis, rsrsrs, eles são ótimos para quando a gente começa a ter uma embolia esquizóide de tanto ler livros YA, adultos, sérios e clássicos, rs. Um bom livro infantil é uma ótima "terapia". Beijinhos e HAPPY NIVER DE UM ANO DO GURIA {E HJ É NÍVER DE 2 ANOS DO ICULT HEHEH}! XD

Guto Fernandes disse... [Responder comentário]

Eu achei interessante a Intrínseca lançar um livro tão antigo, e mais ainda o fato de terem adaptado-o ao cinema, é uma forma de apresentar aos novos leitores histórias escritas há tanto tempo que podem se mostrar atuais. Nisto eu gostaria que começassem a relançar os livros do H.P. Lovecraft!!!! *-* ~(;,,,;)~ #Chthulhureignsagain

Gostei da proposta do livro parece ser divertido e muito engraçado o enredo e promessa de risos para todas as páginas, principalmente na parte de pinguim na geladeira e o aumento da família.

As vezes acho que embora alguns livros sejam classificados como infantis, e digo isso por ter para ler os três primeiros volumes de Deltora Quest, podem ser interessantes para jovens e adultos também. O clima mais ameno, a leitura mais simples e o enredo mais ágil devem ser um bálsamo para a mente, algo mais leve do que paredes de escudos e brigas contra redutores.

Gostei muito da resenha, deu para mostrar bem o que pode-se esperar ao ler o livro. Além de ter dado a oportunidade de ver o trailer e descobrir se vale a pena se aventurar pela versão cinematográfica, que sei que a Rê não fará por achar o Jim Carey bobo demais kkkkkkkk.

Parabéns pela resenha minha linda! Beijosss!

Gisele disse... [Responder comentário]

Own..esse livro deve ser uma graça!!!
O trailer do filme eh ótimo!!!!
Pisa, troca, pisa, troca..kkkkkk
Bem que minha prima e meu tio falaram que é muito bom mesmo!!!

bjus

Marco Antonio disse... [Responder comentário]

Boa noite!!Gostaria muito de ler...parabéns por este ano!

Vulcka disse... [Responder comentário]

Puxaa... ou ele é bobinho ou muito fofo. :S
Só lendo mesmo! haushua

Adriana disse... [Responder comentário]

To num momento de leitura assim, super leve pra distrair mesmo, adorei a resenha, me deu vontade ler agora esse livro Re! E mesmo que seja uma história voltada pro publico infantil, é um livro que com certeza eu vou adorar! Parabéns pela resenha! Bjo!

Postar um comentário

 
Guria que lê © 2010 | Desenvolvido por Chica Blogger | Voltar para o topo