A Noite Mais Sombria – Gena Showalter

 

A_NOITE_MAIS_SOMBRIA_1280710722P

 

 

 

“- Você é minha, mulher, e sou seu. Até você chegar, minha vida era desolada. Eu existia, mas não vivia de verdade. Agora vivo, até em minha morte.”

A Noite mais Sombria, página 302

 

 

 

Eles eram guerreiros, mas a inveja e a ganância os transformaram. A dimOuniak foi aberta e suas criaturas liberadas para dominar o mundo com seu sofrimento. Eles foram castigados. Agora guerreiro e criatura estão unidos, selados pela vida. Assim nasceram os Senhores do Mundo Subterrâneo, e as noites dali em diante, nunca foram tão sombrias.

   

Na Grécia Antiga, os deuses reinavam e ordenavam seus guerreiros. Mas uma ordem mudou o rumo de tudo. Pandora foi designada a cuidar da dimOuniak, uma caixa que continha os demônios mais temidos do mundo, e essa escolha causou o desgosto dos demais guerreiros. Pandora era uma forte guerreira, mas eles eram mais. A fim de dar uma lição nos deuses, os guerreiros roubam a caixa e liberam a horda de demônios, instaurando o caos. Sem conseguir recuperar a caixa e assim, prender os demônios novamente, os deuses tiveram que intervir e então amaldiçoaram os guerreiros, cada qual com um demônio, e com o qual viverão até o fim dos seus dias.

 

Eles quiseram esbanjar poder, mas fracassaram. Eles libertaram o mal, e agora o aprisionam dentro de si. Estes são os Senhores do Mundo Subterrâneo e os guardiões dos seus maiores medos!

 

Quem são eles:

  • Aeron – Guardião da Ira
  • Amun – Guardião dos Segredos
  • Baden – Guardião da Desconfiança (morto)
  • Cameon – Guardião da Infelicidade
  • Gideon – Guardião da Mentira
  • Kane – Guardião do Desatre
  • Lucien – Guardião da Morte
  • Maddox – Guardião da Violência
  • Paris – Guardião da Luxúria
  • Reyes – Guardião da Dor
  • Sabin – Guardião da Dúvida
  • Strider – Guardião da Derrota
  • Torin – Guardião da Doença

 

Atualmente, em um castelo em Budapeste, Maddox, Torin, Lucien, Reyes, Paris e Aeron buscam uma vida “tranquila”. Fugindo dos caçadores, grupo determinado a matar os Senhores, o grupo vive em harmonia com a cidade, sendo conhecido por seus moradores como “anjos”, devido as suas benfeitorias para a população.

 

 

2

 

 

Maddox, guardião de Violência, no entanto, está descontente com essa ‘vida’. Além de carregar um demônio dentro de si, Maddox está fadado a uma segunda maldição: morrer todas as noites para renascer na alvorada. Tudo isso por ter cometido o seu maior erro: matar Pandora quando Violência assumiu o controle de si. Agora Maddox deve morrer como ela, e a meia-noite de cada dia, uma lâmina atravessará seu abdômen seis torturantes vezes, empunhada por Reyes, guardião da Dor, e sua alma levada ao inferno, por Lucien, guardião da Morte. Mas diferente de Pandora, seu tormento será eterno.

 

O tormento de sofrer uma morte dolorosa todas as noites, assola Maddox. Ele deseja a morte, mas não deseja acordar na manhã seguinte e se ver fadado a sofrer as mesmas dores novamente. Isolado e com medo de despertar Violência, Maddox vê diante de si as horas que lhe separam de seu tormento eterno, passarem em vão...

 

Ashlyn deseja um minuto de paz. Ela ouviu sobre os “anjos” e teve certeza que apenas eles poderiam lhe ajudar. Ela não tinha mais esperanças, as vozes há consumiam o tempo todo, em todos os lugares e era preciso silenciá-las, antes que ela enlouquecesse. Ashlyn resolve subir até o Castelo e encontrar os “anjos”, mas no frio da noite, em meio ao medo e a fraqueza, Ashlyn encontra a paz... nele. O seu anjo salvador. O silenciador do seu “demônio” próprio. A própria encarnação do demônio. Maddox.

 

Era uma noite como as outras, exceto pelos recentes eventos misteriosos. Para proteger seu território, Maddox vai de encontro aos caçadores que tentam adentrar seu Castelo, porém encontra Ashlyn. Podia ser apenas uma Isca, uma mulher que os caçadores induzem para conquistá-los, mas para ele não fazia diferença. Ele a queria, nada importava. A meia-noite se aproxima e Ashlyn precisa dele, para acalentar seus demônios. Maddox não sabe o que fazer e toma uma decisão que muda a vida dos Senhores: carrega Ashlyn para dentro do castelo. A sua morte se aproxima, mas nem ela é o suficiente para calar seu intenso desejo que surgiu ao conhecer Ashlyn. Quando seu ultimo suspiro é dado, paira no ar as perguntas que irão embalar sua morte e seu ressurgir: ela é uma Isca? Será ela uma provação dos deuses para castigá-lo por afrontá-los? O que os deuses querem dele e de seus amigos? E afinal, o porquê Ashlyn precisa dele?

 

Ele queria apenas morrer e nunca mais acordar. Agora em sua morte, ele vive por ela. No primeiro livro da série Senhores do Mundo Subterrâneo, de Gena Showalter, Ashlyn Darrow está prestes a viver a sua Noite mais Sombria.

 

 

" (...) – Viajei pelo mundo inteiro para o Instituto, mas jamais sonhei que conheceria alguém como você.

- Forte?

Uma risadinha lhe escapou dos lábios.

- Sim.

- Bonito?

- É claro.

- Perspicaz e hábil com a espada?

- Totalmente. – Outra risada. – Mas quero dizer um homem... amigo... um cara. Ah, não sei do que chamar você!

Ele apreciou seu bom humor e palavras sinceras.

- Basta me chamar de seu. É tudo que quero ser."

A Noite mais Sombria, página 295

 

 

Antes de falar qualquer coisa, vou dar um aviso de utilidade pública: “Atenção leitores! Cardíacos, insuficientes respiratórios, encalhados, mulheres, meninas, gurizada, etc., etc., etc... este livro promete fortes emoções e momentos de elevada temperatura corporal. Indica-se a leitura sob forte esquema de ‘prevenção’, incluindo o uso intenso de ar condicionado (ventilador também serve!), passeios ao ar livre e boas doses de água gelada. Excursões a geladeira e freezer também são úteis. Se você não está preparado para sentir o calor do inferno (literalmente), melhor apagar essa brasa e deixar a leitura para outra hora! Mas se curte um romance HOT, com H maiúsculo, puxe o ventilador e boa leitura!!”. Brincadeiras a parte, a série Senhores do Mundo Subterrâneo é a nova aposta para leitores apreciadores de romances estilo A Irmandade da Adaga Negra. Incluindo as duas maiores tendências literárias no que diz respeito a romances, Senhores traz o melhor da literatura sobrenatural, mesclando história grega com o submundo dos demônios, contemplando-os com uma boa dose de cenas hots bem escritas, abusando de sensualidade e intensidade. Então, nada de mãozinhas dadas e a emoção de um simples roçar de lábios, porque em A Noite Mais Sombria há cenas fortes e de ‘consumação de atos’ (não preciso entrar em detalhes né?!).

 

Em uma trama sobrenatural, baseada na mitologia grega e nos seres demoníacos, A Noite Mais Sombria tem doses de violência, lutas e ações, narrando à saga que os guardiões fazem para se manterem vivos, contornando a maldição que os cerca. Cada livro conta a história de um guardião e o encontro com o grande amor de sua vida, o típico “conto de fadas”, no entanto, um conto de fadas adulto e bem fantasioso. Toda a narrativa transcorre em torno desse encontro, intercalando cenas com os demais guardiões e situando o leitor nas rotinas que envolvem o grupo, mas preservando a ideia de romance, com diálogos bem humorados, declarações de amor e cenas sensuais. O enredo é muito bem desenvolvido, mesclando cenas de ação com romantismo intenso, prendendo o leitor e fazendo-o ansiar por mais, mais e mais.

 

O livro gira em torno de Maddox, um guerreiro amaldiçoado por Violência, com um temperamento instável e fome por sangue. A construção de Gena permitiu que Violência ganhasse “vida”, sendo possível identificar quando criatura passar a ter domínio sobre guerreiro. Antes era apenas “Mate. Mate. Mate.”, após a chegada de Ashlyn virou apenas “Sua. Sua. Sua.”. A autora conseguiu unir demônio e guerreiro em um só quando se tratando de Ashlyn, e a prioridade era torná-las deles, sem distinção das partes. Da mesma forma, Ashlyn, antes uma mulher tímida e reprimida pelo preconceito de sua condição (ouvir vozes), ganha forças para se defender e defender Maddox, por quem criou um grande apego. Ela passa a questionar sua vida e sua ‘confortável’ acolhida no Instituto Mundial de Parapsicologia e por McIntosh, e sobre o trabalho que sempre desenvolveu com o intuito de ajudar as pessoas, mas nunca o sabendo a fundo. Por passar por dificuldades e rejeições, Ashlyn se fechou em seu mundo e assim, não soube reconhecer as verdades que estavam diante de si. A história de vida de Maddox e Ashlyn se cruzam e as revelações prometem causar muitas emoções nos leitores.

 

O enredo é muito denso e envolto por tramas paralelas, que devem ser desenvolvidas ao longo da série, como é o caso da queda dos deuses e o início do reinado dos Titãs, as atividades mais intensas dos Caçadores, a busca pela caixa de Pandora e o aparecimento dos demais guardiões, com os quais romperam relações por divergências de ideias e atitudes. Com todos esses elementos, é impossível não se apaixonar e se envolver com a história de Gena Showalter. Digna de uma criatividade ímpar, por criar um universo mítico e fantasioso unicamente seu, e por desenvolver uma trama cheia de emoções e com relevações surpreendentes, Senhores do Mundo Subterrâneo é merecedor do sucesso que está alcançando.

 

Particularmente, o livro me surpreendeu. Espera uma versão infernal de IAN, mas encontrei um mundo totalmente a parte. Há semelhanças, não posso negar. Mesmo estilo de composição do romance (guerreiro encontra mocinha), religiosidade (própria de cada série), temática sobrenatural, histórias sofridas de vida, sensualismo extremo... mas as semelhanças acabam aí. Senhores possui sutilezas únicas e bem próprias, como a sua própria maldição. A edição brasileira me deixou em dúvidas quanto à fidelidade de tradução e conversando com quem leu a versão original, soube que a tradução “apaziguou” a linguagem nas cenas sensuais, o que, para mim, é uma deslealdade com o trabalho da autora. Creio que quando um livro com essas características é adquirido, deve-se levar em conta que o leitor está ciente do que encontrará e só o comprará se realmente o desejar. O uso de termos vulgares e cenas detalhadíssimas de sexo é fruto da composição da escritora e está presente em sua versão original, então o mesmo deveria ser respeitado e mantido para preservar a “essência” da história. Esse foi meu único desgosto com a publicação, pois a história é excelente e muito envolvente. Achei as cenas mais quentes um tanto mornas demais e por isso busquei saber sobre isso, o que acabou me decepcionando um pouco.

 

Com tudo, A Noite Mais Sombria é ótimo e completamente viciante. O segundo volume “O Beijo Mais Sombrio” promete aquecer essa série, trazendo a história de Lucien, guardião da Morte. Estou louca para ler e me perder nas sombras infernais desse mundo. Por que você não faz o mesmo e descubra como a noite pode ser mais sombria? ;) Boa leitura!!!

 

 

Título Original: The Darkest Night

Título Nacional: A Noite Mais Sombria

Autora: Gena Showalter

Ano de Lançamento: 2010

Número de Páginas: 398 páginas

Editora: Harlequin Books

Onde Comprar: Fnac – Saraiva – Submarino

Sinopse: Ashlyn Darrow sempre fora atormentada por vozes de diversas épocas, sobrepostas, interligadas, vindas de todas as direções, causando-lhe profundo sofrimento. Só havia um lugar onde ela talvez pudesse encontrar a cura para seu mal: a misteriosa fortaleza habitada pelos imortais, em Budapeste. Homens com poderes extraordinários, cada um carregava em si um dos demônios libertados da caixa de Pandora. Porém, somente Maddox, o guerreiro castigado com a mais cruel de todas as maldições, seria capaz de livrar Ashlyn de seu desespero. Morrendo todas as noites e renascendo à alvorada, o guardião do demônio Violência agonizava com o desejo de tocar Ashlyn, mas receava perder o controle sobre o espírito maligno e se tornar uma ameaça para ela.

Avaliação: «««««

17 comentários:

Thais (Viaje na Leitura) disse... [Responder comentário]

Muito interessante! Pena que é uma série, elas acabam comigo hehehehehehe

Beijos!

EricaMarts disse... [Responder comentário]

Ai quero tanto ler essa série, mas até agora não surgiu a oportunidade.
Só que eu preferia as capas ogiginais.
As brasileiras são bonitas, mas as originais são mais.

Bye

Paula Duda/Freitas disse... [Responder comentário]

Adooooooro esses livros *-*
Eles são demais...
Aiai, quero iguais na minha cama =XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Bjocas

Marcia Na Terra Do Nunca! disse... [Responder comentário]

droga. por culpa da Rê mais um livro vai pra minha lista de 'desejados' e 'TENHO QUE LER AGORA'.

HAHAHAH

Nine Stecanella disse... [Responder comentário]

Olá Rê!

Já tinha visto esse livro no site da editora e tinha me chamado atenção. Depois de ler a resenha, já inclui ele na minha lista de compras, principalmente por ter cenas fortes e picantes, porque já tô cheia de mocinhas e blábláblá. Mas como a fila tá grande, vai ficar só pro final do ano, sendo otimista! Parabéns pela resenha.

Beijo!
@nine_stecanella
http://janinestecanella.blogspot.com/

Thwin_BDB Fotos e Livros Twilight VA disse... [Responder comentário]

E dá-lhe vício... 'Senhores do Mundo Subterrâneo' é tudo de bom... adoro! Maddox é demais!!! Mas amo todos eles... e Gena arrasa com esta série viciante...

deiare disse... [Responder comentário]

Oi Rê!
Eu já li vários livros da série. Ela é ótima...
Agora eu tenho que comprar os livros...rsrsrs...
Adorei a resenha.
Bjos!!!

paros28 disse... [Responder comentário]

Amiga cenas hots mornas, me considerava perva mas agora... acho que vou ter q me atualizar.

Já li os tres livros da série que foram lançados no Brasil e realmente são maravilhosos, a história em sí é bastante criativa e envolvente.

Beijos

Vick disse... [Responder comentário]

Esse post tá show!
E essa série é imperdível :-)

Bjs,
Vick

Sam disse... [Responder comentário]

eu quase comprei esse livro ontem... e a moça disse olha é praticamente um livro erótico e eu morri de rir... ahuahuah

Bjos

Pri Beletato disse... [Responder comentário]

Adoroooo séries.

Gostei da resenha e da indicação!

Beijinhos...

NikaSanc disse... [Responder comentário]

Eu quero muuuuuuuuuito ler essa série!!!

Raquel Machado disse... [Responder comentário]

Oi,
Estou super curiosa para ler esse livro tem muito mitologia e acho que deve ser muito legal e cheio de ação.
Bjks
Raquel Machado
Leitura Kriativa

Jaqueline de Marco disse... [Responder comentário]

Oie, Rê!
Indiquei um selinho para o Guria que lê:
http://www.naprateleira.com/2011/02/selo-premio-sunshine-awards.html
Um beijão, querida. Fica com Deus!

Heartless disse... [Responder comentário]

Meu Senhoreeeeeeeeeeees!!! ♥
Todos lindos, maravilhosos, umidificantes.. ô lá em casa! *------------------*

Sua resenha tá ÓTIMA, Sis!
E só pra não perder costume.. Aeron, IS MINEEEEEEEEEEE! kkkk

Guto Fernandes disse... [Responder comentário]

Fiquei bem interessado em ler Senhores do Submundo depois de ler essa resenha. Na verdade a vontade já existia antes por causa da parte mitologica e da trama, que aparentava ser muito envolvente. Depois de ler essa resenha e conversar a respeito dos outros livros não tive escolha a não ser arrumar um exemplar dele para começar a leitura. Outra conquista da minha Guria linda, que com seu texto cativante e envolvente me fez querer ler logo logo! (Ainda tenho que comprar Lazarus e Guardians!!!!!)

Parabens meu amor... Ótima resenha, como eu já disse mais uma que conseguiu me enredar e deixar curioso com a leitura. *.*
Beijos...!!!

bibs disse... [Responder comentário]

menina, que livro é esse?
auahuahuaa
quero leeeeer, e com bastante água gelada. benza deus
adorei a resenha e tô louca pra conferir a do segundo livro

beijos
bibs

Postar um comentário

 
Guria que lê © 2010 | Desenvolvido por Chica Blogger | Voltar para o topo