Feios – Scott Westerfeld

Em um mundo de extrema perfeição, o normal é feio.

 

 

 

 

 

 

“- Meu nome é Tally Youngblood. E quero ser perfeita.”

Feios

 

 

 

 

 

 

 

Já imaginou viver em uma civilização onde a perfeição realmente existe e são características das pessoas? Onde há apenas pessoas bonitas, felizes e realizadas com seu modo de vida? Então, seja bem-vindo a Nova Perfeição.

 

“Ela podia ver Nova Perfeição da janela. Os prédios onde as festas aconteciam já estavam todos iluminados. Linhas sinuosas destacadas por tochas indicavam os caminhos por entre os jardins. Balões de ar quente puxavam suas cestas em direção ao céu rosado levando passageiros que atiravam rojões de artifício contra outros balões e paraquedistas que passavam. O som de risos e música vinha como uma pedrinha sobre a água, arremessada com a força certa, as pontas ferindo os nervos de Tally.”

 

O mundo não é mais o mesmo após a extinção dos Enferrujados (civilização baseada na existência e uso de ferro, petróleo e grandes construções, sem nenhuma harmonia e respeito à natureza), que viram sua sociedade padecer sob a ganância, a fome de poder e ambição dos “grandes”, e ruir, como um baralho de cartas, chegando ao seu fim.

 

Diante de tanto desastre, surge Nova Perfeição, uma alternativa para contornar as ambições deixadas pelos Enferrujados, e criar uma sociedade mais justa de acordo com seus anseios. E para tanto, o governo dispõe de uma forma de transformar todos os cidadãos em iguais: uma cirurgiã plástica.

 

Mas como uma transformação física (possibilitada pela cirurgiã plástica) pode ordenar uma sociedade? A resposta é simples: quando todos são iguais, não ocorrem disputas e nem exclusões, todos se aceitam e vivem de acordo com o que escolheram para si. Ou seja, a vida é um paraíso, com festa e diversão até o fim.

 

... Era isso o que Tally achava!

 

Tally Youngblood é uma feia. Isso não significa que ela tem uma má aparência, apenas significa que ainda não passou pela cirurgia que a tornará perfeita. Ela está prestes a completar 16 anos, a idade exata em que a cirurgia é realizada, e ter sua vida se transformada numa grande festa. Mas a ausência de seu melhor amigo Peris, um novo perfeito, não tem lhe ajudado neste momento. Desnorteada e sem companhia, Tally resolve se aventurar por Nova Perfeição, e durante uma fuga intensa se depara com Shay, uma feia igual a ela. A diferença é que Shay não deseja ser perfeita.

 

Com o tempo contra si, Tally se permite explorar o lado radical de Shay e curte seus últimos momentos de “liberdade” junto da nova amiga. Explorando Vila Feia e os ambientes ao seu redor, Shay não se limita as margens de sua cidade e leva Tally para além do subúrbio, chegando à Fumaça, as ruínas dos Enferrujados. Só que Fumaça esconde mais do que ruínas... esconde as esperanças de Shay de encontrar sua liberdade incondicional e de traçar seu próprio futuro... tudo em torno de um simples nome: David!

 

Seria David apenas uma imaginação de Shay para seus anseios mais profundos ou David realmente existe? Até que ponto as decisões de Shay podem afetar Tally? E Tally seria capaz de enxergar além do “milagre” da perfeição e entender os verdadeiros motivos da transformação? Estaria ela disposta a correr o risco de ser perfeita e ter a vida que sempre sonhou?

 

Tally está prestes a descobrir que a perfeição tem um alto preço... E a escolha que ela fizer irá mudar sua vida!

 

“Queria ter dito alguma coisa. Qualquer coisa.

(...)

- Porque tudo se resume ao seguinte: duas semanas de queimaduras horríveis serão compensadas por uma vida inteira com uma aparência maravilhosa.

(...)

- Ahn?

- Algo que eu devia ter dito, mas não disse. Só isso.”

 

 

Feios é construído numa narrativa bem descritiva e com um tempo bem delimitado. Os fatos são apresentados pausadamente e fluem conforme a história se constitui. A divisão do livro em três partes também evidencia os momentos mais marcantes da história e colabora para o direcionamento mais plausível que a narrativa visa transmitir.

 

Scott Westerfeld consegue mesclar com maestria uma história de ficção, baseada em muitos avanços científicos e tecnológicos, com um grande desenvolvimento do caráter humano através da personagem principal, Tally. Conforme o enredo se desenvolve, Tally se refaz como personagem, passando por um processo de aceitação de si mesma e de percepção de vida, pondo a prova todos os valores que lhe foram transmitidos até então.

 

Além de Tally, Shay e David também são essenciais para a narrativa, cada qual com suas peculiaridades. Shay é responsável pela mudança no comportamento de Tally, lhe fazendo enxergar além e refletir a respeito que acontece a sua volta. Ela é imprescindível para o desenrolar do livro, no entanto, carece de bom senso e busca demais por atenção e reconhecimento, o que a torna mesquinha e até irritante. Por outro lado, David é uma surpresa e um “fôlego” ao livro. A sua descrição sugere um tipo de comportamento que é o oposto do encontrado na narrativa, pois David é tudo o que se espera de um perfeito “real”, um perfeito em caráter, beleza e comportamento... um “nascido” perfeito. David é a humanidade que foi posta de lado na educação de Tally em Vila Feia, é o elo para a essência do que é ser humano em uma sociedade sem tais valores.

 

No entanto, a principal característica de Feios é a crítica aos valores empregados pela sociedade. A narrativa é tão bem composta de elementos tecnológicos e do caráter humano em sociedade, que a inserção crítica de Westerfeld se entrelaça à história. Nela, uma sociedade que cultua a perfeição entre beleza e comportamento, submete os indivíduos que não se encaixam as normas pregadas (no caso, a realização da cirurgia plástica), à designação de erro e seres defeituosos. Mas não é a beleza em si que exclui os seres, mas sim a adaptação do mesmo ao estilo de vida imposto pela sociedade, no qual, Nova Perfeição impõe jovens lindos, bem cuidados e sedentos por diversão. Não são aceitos questionamentos e desvios de conduta, o que sugere que a perfeição não é apenas uma simetria perfeita, mas algo há mais, de maior complexidade.

 

O ponto de vista de Westerfeld é uma crítica muito forte aos valores que a sociedade atual emprega, onde a forma de beleza que alguns estabelecem é o “padrão” exato para todos os demais, sendo as outras formas errôneas e inequiparáveis com o modo de vida que se prega para ser feliz. O livro também aponta para a importância da aceitação de si mesmo, pelo nosso caráter e nossas diferenças que nos singularizam como indivíduos, aceitar o que cada ser realmente é e não apenas um mísero reflexo no espelho ou nos olhos dos outros. Tudo faz parte dos maiores anseios que todo o ser humano almeja: fazer parte de uma sociedade que o aceite e o acolha como tal.

 

A verdadeira perfeição está dentro de cada um... São os valores, as crenças, as formas de viver e compartilhar as alegrias, os prazeres e as adversidades da vida. É sermos nós mesmos, do jeito que cremos e julgamos ser correto, respeitando aos outros e a nós mesmos.

 

E você, o que faria para ser perfeito?

 

 

A série Feios é composta por quatro livros – Feios, Perfeitos, Especiais e Extras –, sendo que Feios (2010) e Perfeitos (2010) já foram lançados no Brasil.

  

 

Site oficial da série: http://www.record.com.br/seriefeios/

 

ps: será que preciso dizer mais alguma coisa? A sim... AMEI o livro! <3 

 

 

Título Original: Uglies

Título Nacional: Feios

Autor: Scott Westerfeld

Ano de Lançamento: 2010

Número de Páginas: 415 páginas

Editora: Galera

Sinopse: Tally está prestes a completar 16 anos, e ela mal pode esperar. Não por sua carteira de motorista – mas para se tornar bonita. No mundo de Tally, seu aniversário de 16 anos traz uma operação que torna você de uma horripilante pessoa feia para uma maravilhosa pessoa linda e te leva para um paraíso de alta tecnologia onde seu único trabalho é se divertir muito. Em apenas algumas semanas Tally estará lá.

Mas a nova amiga de Tally, Shay, não tem certeza se ela quer ser bonita. Ela prefere arriscar sua vida do lado de fora. Quando ela foge, Tally aprende sobre um lado totalmente novo do mundo dos bonitos – que não é tão bonito assim. As autoridades oferecem a Tally sua pior escolha: encontrar sua amiga e a entregar, ou nunca se transformar em uma pessoa bonita. A escolha de Tally faz sua vida mudar pra sempre.

 

Minha avaliação:

«««««

15 comentários:

Nine Stecanella disse... [Responder comentário]

Eu tenho uma incrível curiosidade de ler essa série. Principalmente depois de algumas resenhas. Mas mesmo assim, acho que não é pro meu atual momento. A tua resenha foi bem explicativa e me deu mais uma pontada de curiosidade. Quem sabe ano que vem, com toda a coleção em português, eu compre!

Cada dia melhor Rê <3.

Beijos gata!

Iris disse... [Responder comentário]

Eu amo esse livro! Acho que ele tem a medida certa de crítica social e tudo mais... Apesar de logicamente amar mais Jogos Vorazes que também tem essa crítica HAHA Mas é uma leitura muito boa, só não gostei tanto de Perfeitos quanto gostei de Feios, mas espero que Especiais seja melhor!

Samantha disse... [Responder comentário]

Tô lendo Feios agora , mas ainda tô no começo :( Vamos ver como a história se desenrola e daí pedir pra alguém me dar Perfeitos asuahsauhs
Ótima resenha!!!
bjks

Nanda Meireles disse... [Responder comentário]

Oi Rê... Adorei sua resenha.
Eu sempre fiquei meio dividida se esse livro era bom ou não, mas agora fiquei super animada para ler.
Bjinhos

Guto Fernandes disse... [Responder comentário]

Adoro livros que além de terem um bom enredo conseguem criar uma critica muito bem elaborada e construtiva sobre o nosso mundo comtemporâneo e nossos hábitos, cada dia mais estranhos.

Pela resenha podemos ter uma idéia bem clara de que o autor conseguiu expressar toda a sua viaão/opinião sobre certos padrões que afetam a nossa sociedade desde já, como por exemplo os tabus da moda.

Outro ponto interessante é que o livro também nos mostra o outro lado da moeda, a verdadeira sensação de ser perfeito ao indicar que não é só beleza que define isto, mas também o caracter (Lembra-se da nossa conversa naquela manhã rs).

Pela temática do livro e suas abordagens me veio a mente um filme que assisti a não sei quanto tempo atrás no qual o governo também tinha esse projeto de "controle para alcançar a perfeição" só que ela era manifestada a partir da inibição das emoções através de uma pilula. Infelizmente não me recordo o nome, mas se alguém souber ou tiver interesse em procurar eu recomendo, muito bom.

E como minhas considerações finais vejo que sem dúvida alguma essa resenha que levou mais tempo para ser escrita do que para erguerem a muralha da China, brincadeira amor, foi a melhor, mais completa e mais bem escrita que você já vez. Meus parabéns!!! Ficou perfeita! Como eu já havia dito não levava muita fé na série, mas depois de ler sua resenha estou até propenso a dar uma chance para ela. Beijinhos...♥

Juh** disse... [Responder comentário]

Quero muuito ler esse livro, acho super interessante quando além do livro além de entreter tem uma leve critica social.O preço ainda é demais para mim, mas estou economizando rs...
beijos
Livros e blablabla

Davi disse... [Responder comentário]

Estou muito ansioso para Especiais.Gosto muito dessa série e sem contar q o Scott eh foda!! ah!E a Tally fai ficando cada vez mais mesquinha como tu disse....

AmoEsteFilme disse... [Responder comentário]

Quero ler Feios. Sorteia?

Mika

amanda_jcw disse... [Responder comentário]

(Mandy)

Caraca Sister, essa ficou "A" Resenha, heim!

Muitoooo boa, e vc preocupada kkkkk

Adorei Feios, e to louca pra ler Perfeitos *-*

=* Je t'aime!

anaisa disse... [Responder comentário]

Oi!
Lindo o blog viu ^.^
Amei a resenha! Estou louca pra ler o livro, só falta ele agora :D

A Guardiã disse... [Responder comentário]

A Laila me disse que feios é muito parado...mais arrastado do que Fallen (que eu odiei!! diga-se de passagem!!) Mas lendo a sua resenha eu fiquei morrendo de vomtade de ler o livro!!

Parabéns!! Ela ficou muito boa!!

Mireliinha disse... [Responder comentário]

Olá rê,

Já tinha lido resenhas bastante divergentes com relação a Feios... E eu acabava ficando naquele impasse: compro ou não?

Mas depois de ler sua resenha, quero ler pra ontem! rs.
Parabéns! Está arrasando cada vez mais! o/

Feliz Natal, amiga!

:***

Nathi disse... [Responder comentário]

Assim não preciso nem di\er agora eu necessito desse livro.
Parece perfeito. Não li muitos comentários ainda mas parece bom. Espero poder comprar ou ganhar esse livro.
Parabéns!!!
Kisses!!!

DeFatto! disse... [Responder comentário]

aaaaaai, eu amei amei amie Feios. Li Perfeitos correndo, de tanto que eu queria saber como continuava. Você já leu a continuação ?
Confesso que me decepcionou um pouco, mas acho que foi porque não aconteceu nada do que eu queria :/

beijos
Mel, Defatto! & Tres Lápis

Lucia Marina disse... [Responder comentário]

Oi!

Tenho muita vontade de ler essa série! Agora que chegou Especiais, resta saber qual livraria vai oferecer um belo desconto nos três livros, né?

Bjos!

Postar um comentário

 
Guria que lê © 2010 | Desenvolvido por Chica Blogger | Voltar para o topo